Como diminuir os efeitos do estresse no trabalho?

Como diminuir os efeitos do estresse no trabalho?

No final de 2018 a revista Exame publicou uma matéria sobre estresse. O texto inicia com dados retirados da última pesquisa da Isma-BR, representante local da International Stress Management Association. De acordo com a pesquisa divulgada pela Exame, “nove em cada dez brasileiros no mercado de trabalho apresentam sintomas de ansiedade, do grau mais leve ao incapacitante. Metade (47%) sofre de algum nível de depressão, recorrente em 14% dos casos”.

Há quem diga que o estresse é o mal do século, afinal, ele pode desencadear depressão, ansiedade, enxaqueca, insônia e por aí vai. E de todos os causadores do estresse, a rotina profissional está no topo. Por isso, hoje queremos convidar você a entender um pouco melhor sobre o estresse no trabalho e a entrar na discussão sobre o que podemos fazer para driblar uma rotina estressante.

Principais causadores de estresse no trabalho

Cobranças de metas impossíveis de serem atingidas, cargas de trabalho excessivamente altas, trabalho tendo que ser levado para casa e ambiente de alta competitividade são apenas alguns dos causadores de estresse no trabalho. O que muita gente não sabe é que além dos itens emocionais, um ambiente de trabalho ruim pode resultar em estresse físico, o qual está relacionado a ruído, temperatura desconfortável, iluminação fraca ou forte demais, cadeiras inadequadas, instalações ruins etc.

Como saber se você sofre de estresse no trabalho?

Quando estamos estressados, é como se um alarme fosse disparado em nosso cérebro. O sistema nervoso fica em alerta e uma séries de ações ocorrem, como:

  • Liberação de hormônio para aguçar os sentidos;
  • Aumento do ritmo do pulso;
  • Respiração modificada;
  • Tensão muscular.

Tudo isso acontece em um nível biológico e toda vez que o estresse ocorre, a resposta é ativada imediatamente. Isso significa que se a situação não mudar, ou seja, se o estresse for recorrente, o corpo vai sentir. Alguns dos sintomas mais comuns são: irritabilidade, perda de apetite, dores de cabeça e no estômago, insônia, indigestão, pressão alta, depressão, variações de humor, aceleração dos batimentos cardíacos e problemas de pele. Em um nível mais grave, o estresse no trabalho acaba comprometendo inclusive as relações com família e amigos.

E como evitar o estresse no trabalho?

Como não viemos aqui só para falar sobre problemas, vamos ajudar você com algumas dicas para tentar ao máximo evitar ou reduzir os efeitos do estresse:

    • Estabeleça limites: estar disponível 24 horas por dia é um dos malefícios do mundo digital de hoje. Cabe a você definir limites, o que pode significar estabelecer uma regra para não checar e-mails em casa à noite, não verificar WhatsApp depois de um horário ou não atender telefonemas fora do expediente. O importante aqui é encontrar uma maneira de não conflitar vida pessoal com profissional.
    • Tire um tempo para você: seja ir para a academia todas as manhãs, caminhar na hora do almoço, praticar yoga aos finais de semana ou fazer uma aula de artesanato, o que importa é dar a si um momento para desligar a mente dos problemas.
    • Respire: quando estamos em uma situação de estresse, nossa respiração se altera. Então, toda vez que você passar por um momento estressante no ambiente de trabalho, vá para algum lugar silencioso (nem que seja o banheiro) e preste atenção na sua respiração. Aos poucos, vá dominando-a para que ela retorne ao ritmo normal.
    • Faça pausas durante o trabalho: de tempos em tempos levante da cadeira, vá até a cozinha ou área de café (se tiver um sofá, melhor) e passe alguns minutos conversando com algum colega ou apenas relaxando um pouco. Se seu ambiente de trabalho permitir, o ideal é você conseguir ficar um pouco ao ar livre, de preferência em contato com a natureza.
    • Não faça trabalhos que não precisa: atividades como limpeza, gestão da internet, preocupação com o mobiliário e até passar café não fazem parte do “core” do seu trabalho. Quando for possível, delegue essas atividades e foque no que realmente importa e te traz resultados. Coworkings podem te ajudar a resolver esses problemas (que nem deveriam ser seus).
    • Agradeça: um projeto pode estar empacado ou pode parecer que está dando tudo errado em uma tarefa. Quando você se perceber nessa situação, redirecione os pensamentos para sentir gratidão pelo que você tem hoje, pelo seu trabalho que ajuda a ter as coisas que você quer, pela família, pelos amigos etc. A gratidão ajuda a driblar o estresse no trabalho, pois ela libera dopamina – neurotransmissor que aumenta a sensação de prazer -, e ocitocina, hormônio que reduz a ansiedade, estimula o afeto e traz tranquilidade.

Então: xô estresse!

Agora que sabemos um pouco mais sobre o estresse no trabalho e algumas coisas que podemos fazer para dribá-lo, que tal nos comprometermos a sermos mais leves? Aqui demos algumas dicas, mas se você tiver algo a acrescentar, compartilhe com a gente! Aproveite que está aqui e confira nossos outros posts.

Adicione um comentário